Os Bunkers Del Carmel são as ruínas de um dos pontos estratégicos da guerra civil espanhola (1936 – 1939). Aqui ficava a bateria antiaérea. Ao fim da guerra, foi abandonado. E o espaço deu lugar a um mirante com vista para os dois extremos da cidade — do mar mediterrâneo a colina de Montjuïc. E os barceloneses deram o tom.

O que um dia foi uma zona de proteção aos fascistas, hoje está completamente tomada por grafites e pichações. E a sensação é de que os locais e a contemporaneidade ocuparam de vez o espaço. Aliás, em 2011, revitalizaram o Bunkers Del Carmel e sobraram poucas ruínas, mas o Museu de História de Barcelona conta aos curiosos por história sobre o que aconteceu aqui.

Aliás, alguns cidadãos acreditam que a existência desse bunker permanece meio em segredo mas, de qualquer modo, é melhor evitar ir aos finais de semana. E se o pôr do sol é o ápice do movimento, por que não ir ao amanhecer? Se você visitar  Barcelona no verão, essa pode ser uma ótima opção para começar o dia (ou terminar a noite). 

 

COMO CHEGAR NO TOPO

A subida é de 262 metros e tem quem se aventure a pé ou de bike até lá em cima.

Além disso, você também pode pegar um ônibus até quase o topo, descendo na parada Gran Vista (Pl de la Mitja Lluna) — o que faz sobrar só mais uma caminhadinha de 5 minutos, já acompanhado de uma vista espetacular. Se quiser ir de ônibus, você deverá pegar o ônibus 24, 92, 114, 119 ou V17.

Outra alternativa é metrô El Carmel, melhor indicada para voltar dos bunkers, porque a ida implicará em uma subida mais difícil, por estar mais longe.

Se pensarmos em praticidade, sem considerar economizar, os carros, compartilhados (uber) ou privativos (táxi e alugar) são a melhor opção. Qualquer uma dessas alternativas custará, em média, € 10 a € 13, saindo do centro. 

Sobre o aluguel de carros, se você for maior de 25 conseguirá achar carros populares pelo valor de € 13, mas realmente só é uma boa opção se você combinar a visita aos bunkers com outro passeio de carro, porque não é muito prático, como não há muito onde estacionar.

E, por último, uma alternativa pouco comum, mas que é bem prática e barata: as scooters, que podem ser alugadas por diversos sites como Riderly e Via Ves