Nova medida proíbe o consumo de bebidas alcoólicas nas ruas de Ibiza e Maiorca, ilhas da Espanha conhecidas por sua vida noturna agitada.

Essa é mais uma das medidas implementada ao Decreto sobre Turismo Responsável, criado em 2020, que visa controlar o então “turismo excessivo” nas Ilhas Baleares; agora, por sua vez, chamado de turismo responsável.
O decreto busca promover o tal turismo responsável com um investimento de cerca de R$ 89 milhões, designado para as áreas afetadas e para quaisquer outro projeto que incentivem essa mudança.

Entre as principais justificativas a criação do decreto, destaca-se o comportamento inadequado de muitos frequentadores das ilhas — em sua maioria, jovens e celebridades — que vem sujando o nome do destino; além de perturbarem a vida dos moradores locais.

Desde 2020, o governo das ilhas Baleares introduz restrições para tentar “controlar a zona” dessas regiões tão badalada. As medidas antigas já fazem menções às acomodações turísticas, venda e publicidade de bebidas alcoólicas, como a restrição de atividades de happy hours e promoções de bebida dois por um.

E entre as medidas novas incluídas no decreto do mês de maio, o destaque vai para a menção aos barcos que servem bebidas alcoólicas, e estão proibidos de operar a menos de 1,8 quilômetros das áreas previstas no decreto. O embarque ou desembarque de passageiros em Ibiza também estará proibido em alguns pontos.

Além disso, não se pode mais comprar bebida entre 21h30 e as 8h da manhã em Llucmajor, Palma, Calvia (Magaluf) em Maiorca e Sant Antoni em Ibiza. Aliás, a proibição aplica-se apenas às lojas — bares, restaurantes e discotecas seguem podendo vender bebidas.

E as infrações a qualquer uma das normas, podem culminar em multas altíssimas que variam de € 500 a € 1.500. As leis permanecerão em vigor até 2027. Será o fim do “”sol, sexo e sangria” ?