Localizado no coração da vibrante Nápoles, o Museu Arqueológico Nacional de Nápoles, também conhecido como MANN,  não apenas preserva, mas também celebra a rica herança arqueológica da região. Trata-se de um verdadeiro tesouro cultural que captura a essência da antiga civilização mediterrânea — e isso é notável logo ao adentrar, visto que será recebido por uma coleção impressionante que remonta à Grécia Antiga.

Além da Grécia Antiga, também estão presentes no Museu Arqueológico Nacional de Nápoles obras de arte e artefatos do Império Romano. Cada peça não só reflete a habilidade técnica de seus criadores, mas também é meticulosamente exibida para contar a história das civilizações que moldaram o Mediterrâneo como o conhecemos hoje. Há, também, uma coleção egípcia, cujos objetos são da era faraônica, incluindo sarcófagos, múmias, estatuetas e papiros.

Dentre as peças notáveis, o Museu Arqueológico Nacional de Nápoles abriga o “Toro Farnese”, uma escultura colossal de um touro em mármore, e os afrescos e mosaicos recuperados das cidades romanas destruídas pelo Vesúvio. Também são imprescindíveis de conhecer:

  1. Tesouro de Pompeia: coleção de artefatos e afrescos excepcionalmente preservados da antiga cidade romana de Pompeia, destruída pela erupção do Vesúvio em 79 d.C. Com peças decorativas, utensílios domésticos e até mesmo alguns corpos petrificados pela erupção vulcânica.
  2. Frescos de Pompéia e Herculano: coleção de afrescos recuperados das escavações de Pompéia e Herculano, os quais oferecem um vislumbre vívido da vida cotidiana, mitologia e cenas decorativas da época romana.
  3. Estátua de Athena Parthenos: estátua impressionante da deusa Atena, que originalmente decorava o Parthenon em Atenas.
  4. Mosaicos de Villa dei Papiri: mosaicos coloridos descobertos em Herculano, em uma villa que também continha uma vasta biblioteca de rolos de papiro.
  5. Coleção de Bronzes de Herculano: série de esculturas em bronze recuperadas das escavações de Herculano, incluindo estátuas de divindades, figuras femininas e elementos arquitetônicos ornamentados.
  6. Vaso Alexander: um vaso grego monumental, conhecido como o “Vaso Alexander”, retrata cenas da vida de Alexandre, o Grande. Esta peça é uma das principais atrações do museu devido à sua riqueza histórica e artística.

Para visitar o Museu Arqueológico Nacional de Nápoles, é recomendável que chegue cedo a fim de evitar multidões, especialmente em alta temporada. Ainda, considere participar de uma visita guiada, a qual pode oferecer detalhes importantes sobre as obras de arte e artefatos, além de contextualizar a história por trás de cada item.

Localização: Montecalvario
Como chegar: de metrô, cuja estação mais próxima é Museo (400m de distância)
Preço: € 7 para os cidadãos da União Europeia que têm entre 18 e 24 anos de idade e € 25 para os demais visitantes, com desconto para idosos.
Horário de Funcionamento: das 09h30 às 18h30. Fechado às terças-feiras.