Uma igreja que funciona como uma mesquita. A Hagia Sofia foi construída em 537 para ser a principal igreja católica de Constantinopla e, depois de mil anos, com a tomada dos Otomanos, ela passou a ser uma mesquita. E até hoje, em suas paredes, estão os mosaicos bizantinos de santos católicos.

Considerada uma das principais heranças do império Bizantino, por tanto do planeta, Hagia Sofia, ou igreja da divina sabedoria foi a maior do mundo, até a construção da Igreja de São Pedro no Vaticano. Por mil anos, essa foi a dimensão da importância desse lugar. E então, foi convertida em uma mesquita.

Os Otomanos a consagraram como uma principais mesquitas do país até 1935 até que virou um museu; e então virou uma mesquita de novo. Isto é, um dos maiores líderes da Turquia, político Ataturk, conhecido pela sua prática ocidentalizada, fez da mesquita um museu. Até que o recém presidente, devido aos seus sentimentos saudosistas e neo Otomanos, reverteu o museu em mesquita, mais uma vez.  Em 2020 o presidente Erdogan reverteu o decreto de Ataturk.

Essa polêmica até ressoa com o simbolismo contrastante da mesquita: entre a Santa Sofia existem inscrições árabes. A delicadeza dos detalhes e a imensidão das suas proporções é realmente lindo. E fica ainda mais interessante se subir para ver a vista da janela!

Horário: 9h às 17h (outubro até meados de abril); 9h às 19h (de meados de abril a outubro).
Preço:
Gratuito
Endereço:
Ayasofya Meydanı, Sultanahmet, 34122 Fatih