Alagoas | Travel
Alagoas

Alagoas

Por: Camila Reis

Você já deve ter ouvido falar que o Estado de Alagoas tem o litoral mais lindo do Brasil, certo? Pois bem, estamos aqui para dizer que não, não é exagero.

Esse Estado nordestino pode até ser pequeno, em comparação com seus vizinhos, mas as águas são de um azul-turquesa tão intenso que lhe rendeu o apelido de “Caribe Brasileiro”.

Seu litoral norte é protegido pela segunda maior barreira de corais do mundo, dando ao mar de suas praias uma qualidade tranquila e morna, pontuado por inúmeras piscinas naturais. Para completar a imagem do paraíso, a costa do Alagoas concentra extensos coqueirais, que fornecem sombra sobre a areia branquinha das praias. E aqui e ali é possível encontrar impressionantes e coloridas falésias acompanhando a linha do mar.

A capital Maceió tem uma das mais belas orlas urbanas do país, e, apesar da proximidade a um centro urbano, suas praias são igualmente elogiadas pela beleza natural preservada.

Seja nos bairros de Ponta VerdeJatiúca ou Pajuçara, as três principais praias da cidade, a boa comida alagoana e o verde-esmeralda do mar acompanham. Quem vai a Maceió pelas praias, recebe uma grata surpresa ao conhecer a cena gastronômica, caprichada: frutos do mar frescos, tapiocas e cocadas, e a rica cultura de artesanato da cidade,  começando pelas rendeiras de filé de Pontal da Barra.

NORTE E SUL

É no norte do Estado onde ficam as famosas Galés de Maragogi. Aqui, onde os catamarãs fazem parte do cenário e são o transporte preferido para quem visita os peixinhos do rico ecossistema marinho dos arrecifes. Além disso, o melhor é poder aproveitar a proteção da barreira de corais para esticar a toalha na areia fina e intercalar o banho de sol com o de mar.

Nas praias da Rota Ecológica, escondidas em meio a uma área de preservação natural, a experiência ganha um toque romântico — e luxuoso! — nos bangalôs e apartamentos das pousadas de charme, com alta gastronomia e atenção especial aos hóspedes.

O litoral sul não fica para trás. As praias do Gunga e do Francês são destaque para quem quer aproveitar a natureza com o calor humano, movimento e sol. 

É para esses lados também que o rio São Francisco, deságua no Atlântico, após irrigar toda a aridez sertaneja do Nordeste. O rio corta o estado inteiro e faz a fronteira natural com Sergipe. Assim, esse rio, tão querido pelo povo brasileiro, que ganhou inclusive um apelido carinhoso: Velho Chico. Esse rio é importante fonte de água doce no sertão e de energia hídrica para o Brasil, com seu último trecho navegável em Alagoas. O Cânion do Xingó também fica aqui, um caminho de água fresca emoldurado por grandes paredões de pedra desenhados com sulcos e retalhos fascinantes.

{Saiba mais sobre o que você pode esperar de uma viagem a Alagoas clicando aqui.}

  • Localização Brasil Nordeste Alagoas América
  • Moeda Real
  • Idioma Português
Quando Ir

As temperaturas no Nordeste não se diferenciam muito durante o ano, por conta da sua localização próxima à linha do Equador. A média de temperatura fica entre os 25º C, variando pouco para mais ou para menos.

Para decidir quando fazer sua viagem a Alagoas, você vai querer considerar se o tempo estará chuvoso ou ensolarado, e se você está indo em alta ou baixa temporada.

No verão, o sol está forte, e sua luz bate nas águas de forma a ressaltar todos os azuis e verdes do mar alagoano, alcançando o chão do mar e iluminando a areia branca e os arrecifes. O excesso de turistas prejudica a contemplação das belezas naturais (não há beleza que resista a multidão de pessoas disputando espaço para tirar selfies). Janeiro e Fevereiro costuma ser alta temporada devido as férias escolares e feriado de Carnaval. O clima está muito propício para aproveitar as lindas praias, porém vale ressaltar que é uma época com alto índice de visitação. Por isso, o melhor mês para aproveitar Alagoas é em novembro. Um mês que marca o início do verão, as chuvas já cessaram e as férias escolares ainda não começaram.

 

De março a maio, as temperaturas continuam mais altas, mas há cada vez mais chuvas conforme o inverno se aproxima.

Em junho, as máximas já chegam a cair abaixo da linha dos 25º C, e as chuvas são mais constantes. São meses de média temporada, com algum movimento turístico procurando fugir das multidões e tentando a sorte com o clima. 

Julho e agosto trazem chuvas frequentes e ventos fortes, turvando o verde do mar e muitas vezes impossibilitando os passeios de catamarã. Apesar de ser a época de menos movimento, não é recomendado visitar o destino nessa época, já que você não verá o mar em toda a sua glória azul-turquesa, especialmente em agosto, mês de muito vento.

O aeroporto Zumbi dos Palmares, de Maceió, recebe voos diretos de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte e Porto Alegre, assim como das capitais vizinhas Recife e Salvador. O aeroporto é de pequeno porte, mas movimentado. A passagem ida e volta saindo de São Paulo em classe econômica fica entre R$ 1.000 e R$ 1.700, em meses de alta temporada. Na baixa temporada, o mesmo voo sai por R$ 800.

O aeroporto fica a 22km do centro da cidade, para onde é possível pegar um Uber (média de R$ 45), um táxi (média de R$ 75) ou alugar um carro e fazer o trajeto, que dura de 40 a 80 minutos, a depender do trânsito. Com tempo similar, há uma linha de ônibus que faz a rota até os bairros da orla por R$ 2,50 (leve trocado).

Outra possibilidade de chegar aqui, especialmente para quem tem como destino o litoral norte de Alagoas, é desembarcar no Aeroporto Internacional de Recife-Guararapes. Recife fica a 130 km de Maragogi, o primeiro município alagoano ao sul de Pernambuco. A melhor opção para quem chega por aqui é alugar um carro diretamente no aeroporto e fazer o trajeto pela PE-060, que, após a divisa, se torna AL-101. A rota dura cerca de 2h30, e a estrada em território pernambucano está em ótimas condições. 

Alugar um carro é a melhor forma de se locomover pelo litoral de Alagoas, e também funciona bem para curtir as atrações do interior e do sertão. A média de valores diários para o aluguel de um carro de tração simples e manual é de R$ 100, enquanto para carros SUV, a tarifa base fica por volta dos R$ 175. Recomendamos procurar um carro de tração forte, para vencer eventuais falhas de manutenção das rodovias e acessar sem medo as estradas de terra que acessam as praias mais exclusivas da costa.

São oferecidos bate-e-voltas de Maceió para as praias mais famosas do litoral inteiro, desde Maragogi até Gunga, mas essas opções, com horários fixos e pontos de encontro pré-definidos, valem muito mais para destinos mais próximos da capital do que das fronteiras. Caso contrário, o aluguel de carro é a melhor opção, pela liberdade proporcionada e até para buscar os pontos menos lotados das praias (longe das áreas onde os traslados deixam a maioria dos turistas).

Como Chegar

O aeroporto Zumbi dos Palmares, de Maceió, recebe voos diretos de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte e Porto Alegre, assim como das capitais vizinhas Recife e Salvador. O aeroporto é de pequeno porte, mas movimentado. A passagem ida e volta saindo de São Paulo em classe econômica fica entre R$ 1.000 e R$ 1.700, em meses de alta temporada. Na baixa temporada, o mesmo voo sai por R$ 800.

O aeroporto fica a 22km do centro da cidade, para onde é possível pegar um Uber (média de R$ 45), um táxi (média de R$ 75) ou alugar um carro e fazer o trajeto, que dura de 40 a 80 minutos, a depender do trânsito. Com tempo similar, há uma linha de ônibus que faz a rota até os bairros da orla por R$ 2,50 (leve trocado).

Outra possibilidade de chegar aqui, especialmente para quem tem como destino o litoral norte de Alagoas, é desembarcar no Aeroporto Internacional de Recife-Guararapes. Recife fica a 130 km de Maragogi, o primeiro município alagoano ao sul de Pernambuco. A melhor opção para quem chega por aqui é alugar um carro diretamente no aeroporto e fazer o trajeto pela PE-060, que, após a divisa, se torna AL-101. A rota dura cerca de 2h30, e a estrada em território pernambucano está em ótimas condições. 

Transporte

Alugar um carro é a melhor forma de se locomover pelo litoral de Alagoas, e também funciona bem para curtir as atrações do interior e do sertão. A média de valores diários para o aluguel de um carro de tração simples e manual é de R$ 100, enquanto para carros SUV, a tarifa base fica por volta dos R$ 175. Recomendamos procurar um carro de tração forte, para vencer eventuais falhas de manutenção das rodovias e acessar sem medo as estradas de terra que acessam as praias mais exclusivas da costa.

São oferecidos bate-e-voltas de Maceió para as praias mais famosas do litoral inteiro, desde Maragogi até Gunga, mas essas opções, com horários fixos e pontos de encontro pré-definidos, valem muito mais para destinos mais próximos da capital do que das fronteiras. Caso contrário, o aluguel de carro é a melhor opção, pela liberdade proporcionada e até para buscar os pontos menos lotados das praias (longe das áreas onde os traslados deixam a maioria dos turistas).

Outros Destinos